Origem do Feminicídio no Brasil e na América Latina

A partir dos anos 1990 houve o reconhecimento da violência contra a mulher como um delito específico na América Latina. E é sobre essa origem da inclusão que iremos discutir neste post. Os países que tiveram Lei de primeira geração tipificando a violência contra a mulher na América Latina são: Argentina (2009), Bolívia (1985), Brasil (2006), Chile (2005), Colômbia (2008), Costa Rica (2007), Equador (2013), El Salvador (2010), Guatemala (2008), Honduras (1997), México (2007), Nicarágua (2012), Panamá (2013), Paraguai (2000), Peru (1997).

Leia mais »

Bioguerra e bioterrorismo: o caso da Varíola

Devido aos últimos acontecidos envolvendo a pandemia generalizada causada pelo COVID-19/Sars-CoV-2, pensei em trazer uma série de matérias a respeito do tema. Começaremos com o debate sobre bioguerra e bioterrorismo, aqui vamos discutir o que são, sua utilização e a relação com o que estamos vivendo. Além deste material escrito teremos o lançamento de um podcast no Spotify, sendo o primeiro episódio relacionado com o tema. Então, nos siga no Instagram para acompanhar as novidades.

Leia mais »

A supranacionalidade da Agência Internacional de Energia Atômica

Segundo o próprio site da International Atomic Energy Agency (IAEA), ou no português a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), ela é um dos fóruns intergovernamentais centrais do mundo para a cooperação técnica e científica no ramo nuclear. Trabalha para o uso pacífico, seguro da ciência e tecnologia nuclear, contribuindo para a paz e a segurança além dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Leia mais »

Vamos falar sobre: aborto (parte II)

Há algumas semanas o Intolerâncias Internacionais trouxe um debate um tanto quanto polêmico, sobre o aborto. Tratamos sobre a forma como a Legislação Brasileira e outras legislações ao redor do mundo lidam com o assunto. E o final da discussão se teve com o argumento de que, sendo o corpo da mulher dela, ela deve ser livre para escolher manter ou não uma gravidez. Se não se sentir bem em seguir com essa gravidez, por qualquer motivo, deve lhes ser dado todo o aparato do Estado para que o aborto seja feito nas condições mais seguras.

Porém, como o objetivo deste blog é trazer fatos, argumentos, exemplos, vimos a oportunidade e a necessidade da argumentação nesse assunto, visto que, até então no Brasil, só há o retrocesso na lei em relação ao aborto. Atualizações sobre a PEC 29/2015, ainda está em tramitação no Senado Federal.

Esta discussão foi adaptada e retirada de postagens do Facebook, Instagram e Twitter sobre o assunto. Trazendo os argumentos mais utilizados que não abordamos na primeira edição desse ‘Vamos falar sobre’.

Leia mais »