Vamos falar sobre: feminismo? (parte 1)

Nós mulheres, fomos ensinadas desde muito pequenas alguns valores, crenças e costumes de uma forma bem diferente do que os homens são ensinados. Crescemos acreditando que, qualquer coisa que dê errado em nossas vidas, qualquer erro, situação,  que não aconteça “direito”, a culpa é inteiramente nossa, e devemos ficar tristes com isso, sem o incentivo para que nos avaliássemos e mudássemos para acertar. Porque muitas de nós não foram ensinadas a tentar novamente, a refazer o exercício, a ação, a fala. Muitas de nós não foram ensinadas a lidar com nossos erros de forma normal, natural, não podemos errar, temos que ser, de certa forma, “invencíveis”.  “Invencíveis”, quando isso não afetar o outro sexo “dominante”, que precisa de alguém dependente e frágil para “cuidar”, “proteger”, “amparar”.

O meu intuito ao escrever esta série de posts é fazer com que pensemos, para que você, mulher forte, inteligente e linda que está lendo, perceba o quão maravilhosa você é, e que não tem ninguém que possa mandar na sua vida a não ser você. Precisamos aprender sobre o que é o feminismo, não de uma forma 100% radical, pelo menos não no começo, é preciso que você entenda o que significa emponderamento, sororidade, girl power, auto-estima, amor próprio, e muitos outros termos que muitas vezes, só são jogados na sua frente sem uma explicação acessível.

Por favor, antes de fazer o seu pré-julgamento, entenda que o termo feminismo não é igual a ódio aos homens. Feminismo significa acreditar e ir atrás de uma igualdade entre os gêneros, no combate a cultura que acredita que somos mais fracas porque sangramos, engravidamos, o chamado machismo. 

Então te convido a acompanhar essa série que, ao meu ver, é uma das mais importantes do II. Topa o desafio que vai te levar à desconstrução?

Finalizo este texto com as definições do livro Clube da Luta Feminista, da Jessica Bennett, que é o livro recomendado desta postagem:

Feminista – pessoa que acredita na igualdade entre homens e mulheres.
Patriarcado – Sistema criado por e para homens, abarcando desde a linguagem até a temperatura […].
Clube da Luta Feminista (CLF) – Sua trupe, suas manias, seu sistema de apoio para ajuda incondicional, suas irmãs de fé. (BENNET, J. p.14, 2018).
Nossa dica de leitura de hoje é: Clube da Luta Feminista da Jessica Bennett.

Nossa dica de leitura de hoje é: Clube da Luta Feminista da Jessica Bennett.

Seguindo os ensinamentos do livro, o que acontece no Clube deve sair, se espalhar, ser compartilhado e divulgado. Então não esqueça de fazê-lo!

Até o próximo post desta série, aguardo seu feedback!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s